Merenda: Município promove segurança alimentar e nutricional

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) continua empenhada na melhoria da qualidade da alimentação oferecida aos alunos das escolas da Rede Municipal de Maceió. Responsável pela escolha dos alimentos que são ofertados nas unidades escolares, o Setor de Alimentação e Nutrição Escolar (Sane) cumpre à risca a proposta do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que vai além da simples oferta de alimentos: quer promover a segurança alimentar e nutricional das crianças.

“O Pnae é a oportunidade de contribuir para o direito humano à alimentação adequada e segurança alimentar e nutricional de nossos alunos, por meio da oferta de refeições saudáveis e da educação alimentar e nutricional”, disse a coordenadora do Sane, Anna Carla Luna, que vê na escola um espaço privilegiado para a promoção de ações  voltadas à formação de hábitos e de estilos de vida saudáveis.

Anna Carla ressaltou a determinação da Semed no cumprimento da lei federal 13.666/2018, que trata da inclusão da educação alimentar e nutricional no currículo escolar. Para ela, esse é um processo que envolve o compromisso dos gestores, a participação ativa da comunidade escolar e uma parceria com os profissionais de saúde, especialmente os nutricionistas.

“Esse compromisso resulta em ações pedagógicas que visam promover a segurança alimentar e nutricional, que é o que chamamos de ‘comida de verdade’”, explicou a coordenadora do Sane. Nos Centros Municipais de Educação Infantil, os Cmeis, há por parte dos envolvidos um sentimento de que se está construindo um conceito adequado de alimentação.

Nas escolas, há o reconhecimento da importância do agricultor familiar e do ato de cozinhar. Também são feitas visitas às feiras camponesas, que vendem produtos cultivados sem uso de agrotóxicos. “E as ações pedagógicas ainda incluem oficinas culinárias, cultivo de hortas escolares, peças teatrais que tratam de temas relacionados à alimentação, entre outras atividades que representam a verdadeira promoção da segurança alimentar e nutricional, em benefício dos alunos da Rede Municipal”, concluiu.

10/01/2020