Maduro anuncia sistema de cobrança de gasolina em fronteiras

A Venezuela começará a implementar nesta terça-feira (4) um novo sistema de cobrança de gasolina, como parte de um plano piloto para algumas áreas de fronteira antes aumentar o preço do combustível, disse o presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

Maduro sinalizou que o país, que tem a gasolina mais barata do mundo, passará a vender o combustível a um novo “preço internacional” entre setembro e outubro, e aplicará um esquema de subsídios para motoristas.

Enquanto isso, o governo instalará novos dispositivos eletrônicos de cobrança nos postos de gasolina de oito Estados próximos às fronteiras com Colômbia, Brasil e o Caribe para tentar deter o contrabando de combustível, diz o Terra.

“Esse novo sistema tem o objetivo de cortar as mãos dos colombianos que roubam nossa gasolina”, disse Maduro à emissora de rádio e televisão na noite de segunda-feira.

“No decorrer de setembro, outubro, e quando o sistema estiver testado, comprovado, estabeleceremos os sistemas de subsídios e se colocará o preço da gasolina a um preço internacional”, disse, acompanhado de sua equipe econômica.

A medida faz parte de um plano mais amplo com o qual o governo Maduro pretende retirar o país de uma recessão e da hiperinflação.

04/09/2018