Cerca de 100 estudantes de escola no bairro do Farol participam de palestra sobre combate às drogas

Buscando a promoção do debate, uma forma de ajudar no esclarecimento dos jovens sobre a necessidade de combater a violência e discutir os problemas causados pelo uso de drogas, o Programa Cidadania e Justiça (PCJE) visitou os alunos da Escola Estadual Maria José Loureiro, no bairro do Farol, na tarde desta segunda-feira (10).

Juiz da 15ª Vara Criminal de Maceió, Cláudio Lopes esteve presente e conversou com cerca de 100 estudantes, com idades entre 13 e 15 anos, sobre as consequências negativas na vida de quem se envolve com o mundo do crime e comete atos ilícitos.

“A gente percebe que crimes como homicídio, roubo, furto e formação de quadrilha estão todos ligados ao tráfico de drogas. Devemos mostrar para eles o quão importante é evitar o uso de entorpecentes, e estimular o desenvolvimento de uma vida saudável em sociedade”, explicou o magistrado.

Segundo a servidora do PCJE, Ana Valéria Moura Pitta, a escola, apesar de não ser uma das contempladas pelo programa, recebeu a vista da equipe após solicitação da Secretaria de Estado da Educação (Seduc). “Por conta de problemas e conflitos recorrentes, pediram que viéssemos conhecer os estudantes e buscássemos dialogar com os jovens, para tentar entender o que eles precisam e o que vem acontecendo na escola”, contou.

“Esse momento é muito valioso para os alunos porque faz com que eles vejam outras propostas, outras ideias, e evitem se desviar do propósito que é posto para um bom cidadão”, disse a professora Renata Souza Leão.

Compartilhando suas experiências e contando sua história de superação, o psicólogo Danilo Dala Justina mostrou para estudantes os problemas causados pelo uso de drogas. “Ao se deixarem levar por isso, os maiores prejudicados são eles. Devemos conversar e discutir dentro da escola, um ambiente de aprendizado, onde todos estão mirando no futuro”, afirmou.

Ascom – 11/09/2018