Bruna Marquezine vira ícone fashion e atrai grifes poderosas

Ela não está no elenco de nenhum filme. Muito menos é jurada. Mas vem sendo disputada e descoberta pela mídia internacional, que ainda a chama de “namorada de Neymar”. Convidada por algumas marcas para badalar no Festival de Veneza, é na Itália que Bruna Marquezine reafirma sua veia fashionista e deixa grifes a seus pés.

Uma coisa impressiona na trajetória da atriz. O gosto da menina nascida em Duque de Caxias se refinou. Se antes, o curto e apertado demais e o clássico e sofisticado de menos faziam parte do figurino da atriz, agora ela parece ter tudo sob controle. “Mas muitas marcas internacionais não gostam de emprestar nada para ela. Acham que não agrega”, alfineta um stylist, que já trabalhou com Bruna, diz o Extra.

Não precisa muito para calar seus detratores. Bruna acaba de assinar com a italiana Alberta Ferretti para ser garota-propaganda da marca e em duas aparições no tapete vermelho do festival, ela usou joias que, somadas, dão R$ 1 milhão. Só o relógio que ostentou durante o filme “The sisters brothers”, da poderosa Jaeger-LeCoultre, cravejado de brilhantes em ouro rosé, custa R$ 630 mil.

04/09/2018